Autoridades de saúde preocupadas com incumprimento de medidas de prevenção de covid-19

by -61 views

DÍLI- A maioria dos timorenses já não cumpre as medidas de prevenção da covid-19 por considerar a infeção um pequeno problema, afirmou a Diretora Nacional do Controlo de Doenças e Coordenadora do Pilar Três da Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde (MS), Josefina Clarinha João, esta sexta-feira (25/09), no âmbito de um seminário na Universidade de Díli (UNDIL), em Mascarenhas, Díli.

“Na primeira e segunda implementação do estado de emergência, a maioria dos espaços públicos tinha locais apropriados para lavar as mãos, mas agora já não existem, porque o país tem apenas casos leves e, por isso, os cidadãos relaxam em relação às medidas. Sentem, como tal, que não correm riscos e não vale a pena preocuparem-se”, disse Josefina Clarinha João.

A diretora recordou ainda o sucesso do combate ao novo coronavírus no país como fator para que os cidadãos relaxem em relação às medidas de prevenção.

“O Ministério da Saúde está, neste momento, empenhado [no combate à covid-19 no país]. Tivemos apenas 27 casos do novo coronavírus e não obtivemos qualquer evidência de casos de transmissão local em Timor-Leste. [A população] Considera, por isso, este vírus um problema ligeiro”, afirmou.

Josefina Clarinha João pediu a toda população que cumprisse as medidas de prevenção da covid-19, usando a máscara, lavando as mãos com sabonete e praticando o distanciamento físico.

Recorde-se que já se registaram em todo o mundo mais de 32 milhões de infeções por covid-19 e quase um milhão de pessoas perdeu a vida. Os Estados Unidos da América lideram o número de casos, com de sete milhões de infeções, seguidos da Índia com 5,8 milhões e o Brasil com 4,6 milhões. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.