ANAAA “chumba” seis cursos do ensino superior

by -65 views

DÍLI­- A Agência Nacional para a Avaliação e Acreditação Académica (ANAAA) fez a avaliação de 105 cursos de 15 institutos do ensino superior e universidades e não deu acreditação a seis deles.

“Avaliámos 105 cursos de 15 instituições académicas. Na nossa avaliação, seis cursos não foram acreditados”, disse o Diretor-Executivo da ANAAA, Edmundo Viegas, ao Timor Post, esta segunda-feira (28/09), após a cerimónia de graduação dos finalistas da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL), no Centro de Convenções de Díli (CCD).

O dirigente revelou que os seis cursos “chumbados” foram os de Gestão do Turismo na Universidade Oriental de Timor Lorosa’e (UNITAL), o de Educação Física e Desporto da UNTL e quatro do Instituto do Café de Timor-Leste (ICTL), em Ermera.

“Entre os seis cursos não acreditados, um terá de ser encerrado, porque já não passou na avaliação duas vezes. Quando não passa pela segunda vez, tem de fechar”, afirmou, referindo-se ao curso de Gestão do Turismo na UNITAL.

O dirigente recordou as normas que decorrem do “chumbo” dos cursos.

“Estes cursos não acreditados também têm como sanções o não receberem novos estudantes, que também não fazem graduação. Estes finalistas não têm o reconhecimento do Governo”, acrescentou.

Segundo Edmundo Viegas, sem acreditação, a ANAAA dá oportunidade às instituições de melhorar em dois anos, mas não podem receber novos alunos. Após este período, o curso é encerrado e os estudantes têm de ser transferidos.

Já o Reitor da UNTL, Francisco Miguel Martins, confirmou o “chumbo” do curso do Departamento de Educação Física e Desporto na Faculdade de Educação, Artes e Humanidades.

“O Departamento de Educação Física e Desporto não passou na acreditação. Não podemos, então, receber novos estudantes no ano de 2021, mas os outros mantêm-se”, afirmou.

Segundo o reitor, o “chumbo” da ANAAA neste curso deve-se à falta de recursos humanos, principalmente de professores qualificados desta área, e de equipamentos para a prática desportiva.

“Reconhecemos isso, o que nos obriga a despertar para a necessidade de desenvolvimento das infraestruturas e de investimento dos recursos humanos, enviando os professores para mestrado”, reconheceu.

O reitor salientou também que se prepararão para receberem novos alunos em 2022.

“Atualmente investimos nos professores na área da Educação Física e Desporto. Alguns já terminaram o mestrado e doutoramento. Outros estão a estudar em Portugal”, acrescentou. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.