Académico da UNTL pede a Governo medidas restritivas da primeira fase do EE

by -59 views
Foto: Kopia husi Website Diocese de Dili

DÍLI – O académico da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL) Víctor Soares pediu ao Governo que mantivesse as medidas restritivas da primeira fase do estado de emergência (EE) por considerar imperioso o cumprimento à risca das normas sanitárias por parte de todos os cidadãos.

“A covid-19 ainda não surgiu em Timor-Leste. Todos os casos ativos foram importados do país vizinho, a Indonésia. O Executivo deve, por isso, manter a aplicação destas regras rigorosas, garantindo, assim, o controlo nas fronteiras terrestres e marítimas, sobretudo nos municípios de Bobonaro, Covalima e no enclave de Oé-Cusse”, disse Víctor Soares ao Timor Post, esta segunda-feira (15/02), no seu local de trabalho.

Pediu, como tal, aos profissionais de saúde da linha da frente, efetivos das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste, Polícia Nacional de Timor-Leste e jornalistas atenção redobrada e cooperação com os residentes das zonas fronteiriças para impedirem entradas e saídas ilegais.

“Todos os dias, as pessoas entram e saem ilegalmente das fronteiras. O Governo precisa, como tal, de traçar outro plano para evitar certas infrações, nomeadamente das forças de segurança a dispararem sobre elas”, insistiu.

Acrescentou, por último, a necessidade de o Executivo aplicar a cerca sanitária nas zonas fronteiriças, visto que, segundo o académico, existem alguns timorenses que não cooperam com as autoridades de saúde nem de segurança, avisando logo que cheguem os seus familiares ao país. (61L)

No More Posts Available.

No more pages to load.