Académico da UNTL: Governo não controla importação de produtos alimentares

by -68 views

DÍLI – O Académico da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL) Rui Daniel de Carvalho considera que o Governo não tem sabido controlar devidamente a importação de produtos alimentares para Timor-Leste.

O Chefe do Departamento de Saúde Animal da UNTL Rui de Carvalho lembrou que a doença da Peste Suína Africana (PSA) entrou no país, tendo causado a morte de inúmeros suínos, um cenário revelador da fragilidade do Governo no controlo da importação.

“Constatamos que vários contentores contendo bens alimentares se encontravam encerrados.  Este facto impediu que inspetores da quarentena e a máquina de raio-X pudessem detetar alguns alimentos, nomeadamente carne importada”, disse Rui de Carvalho aos jornalistas, esta segunda-feira (22/02), no seu local de trabalho.

O académico lembrou ainda que a entrada da Peste Suína Africana em 2019 no território timorense provocou a morte de um número significativo de porcos.

“A Doença da PSA é muita perigosa, porque não existe nenhuma vacina contra esta doença. A morte de vários suínos fez com que o Governo ficasse assustado e tomasse a iniciativa de fazer a reposição de animais. No nosso ponto de vista, o Executivo tem de ver o sistema de biossegurança e assegurar um controlo mais efetivo em relação ao transporte de bens de um para outro município. É, pois, necessário que façamos a reposição de stock”, referiu.

Já o Diretor-Geral da Pecuária e Veterinária, Domingos Gusmão, disse que o Governo tinha antes planeado aumentar a produção de suínos.

“O Governo já tinha planeado comprar mais de 300 suínos. Estamos a colaborar com o Governo australiano para repor o stock”, concluiu. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.