Universidades enviam a MESCC lista com mais de 2.800 estudantes residentes em casas arrendadas

by -78 views
Foto: Facebook Docente DIT, Estanislau Saldanha

DÍLI – As instituições universitárias timorenses remeteram ao Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC) uma lista onde constam os nomes de mais de 2.800 estudantes residentes em casas arrendadas.

A medida visa auxiliar estes jovens estudantes universitários que não têm meios financeiros para efetuarem o pagamento das rendas das habitações devido às medidas restritivas impostas em Díli, que continua sob cerca sanitária.

Segundo o que o Timor Post apurou, as instituições do ensino superior efetuaram o levantamento de todos os alunos residentes na capital em situação precária para, então, a lista ser enviada ao MESCC e posteriormente encaminhada até ao Ministério da Solidariedade Social e Inclusão (MSSI), a quem caberá prestar apoio.

Da lista fazem parte mais de 2.800 jovens universitários oriundos do Instituto Empresarial (IOB, em inglês), da Universidade de Díli (UNDIL) e do Instituto de Tecnologia de Díli (DIT, em inglês)

“Remetemos já a lista onde constam todos os nomes de estudantes residentes em casas arrendadas ao Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura. Temos mais de 780 universitários” disse o Presidente da Fundação Klibur Mata Dalan IOB, Pedro Ximenes ao Timor Post, esta sexta-feira (19/03), via telefone.

Também o Reitor do Instituto de Tecnologia de Díli, Álvaro Menezes Amaral, disse que o DIT sinalizou mais de 900 estudantes dos municípios que atualmente residem em casas arrendadas.

“Encaminhamos ao MESCC a lista onde constam mais de 970 universitários residentes em casa arrendadas. Recordo que estes jovens estão a atravessar dias difíceis por não conseguirem pagar a respetiva renda devido à cerca sanitária em Díli que os impede de saírem da capital e se deslocarem até aos seus familiares”, afirmou.

O reitor da Universidade de Díli, José Belo, disse, por seu turno, que, apesar de a UNDIL ter de igual modo procedido ao envio das listas com os nomes dos estudantes ao MESCC, faltam ainda registar mais alguns alunos por não disporem do seu número de contacto.

“Não tivemos possibilidade de contactar com todos os nossos estudantes, dado que alguns resolveram sair em direção aos municípios por recearem da situação epidemiológica vivida atualmente em Díli fruto da cerca sanitária”, referiu.

O académico afirmou ainda que, embora a universidade tenha já remetido os dados ao MESCC, pretende ainda entrar em contacto com os estudantes que não foram registados nesta lista para que possam usufruírem dos apoios.

“Já entregámos os dados ao Ministério do Ensino Superior. Contudo, pretendemos incluir na lista todos aqueles que estiveram, entretanto, incontactáveis”, sublinhou. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.